top of page

A PREPARAÇÃO: A SEGUNDA PARTE DA APRESENTAÇÃO


Hoje, vou falar sobre a preparação, a segunda parte de uma apresentação em público.


Basicamente, na preparação você terá por objetivo fundamental facilitar o entendimento da plateia. Na preparação também você verificará o quanto os ouvintes têm conhecimento do assunto. Nela ainda você revelará o problema e as partes do assunto central que serão abordadas na sua apresentação.


Tecnicamente, a preparação é composta por três partes: proposição ou tese, narração e divisão. Vou falar sobre cada uma delas para que você compreenda a razão pela qual a preparação serve para proporcionar a compreensão do assunto pelos ouvintes.


A proposição ou tese é o resumo do assunto central em uma ou duas frases. Por exemplo: “Hoje, nós iremos aprender sobre o amor: o maior bem da humanidade”. É importante dizer que na abordagem do assunto central você apresentará os argumentos necessários que provarão que “o amor é o maior bem da humanidade”.


Esse resumo do assunto em uma ou duas frases facilita o entendimento da plateia? Sim, e bastante. Quando você faz a síntese do que irá falar, os ouvintes já se situam no assunto que será focado na sua abordagem, facilitando a compreensão do que será dito posteriormente.


E por que um resumo em uma e ou duas e não três ou quatro frases? Simplesmente porque um resumo em uma ou duas frases é mais fácil de compreender do que um resumo em três, quatro ou mais frases. Simples assim.


A outra parte que integra a preparação é a narração, que consiste em relacionar os fatos ou circunstâncias ligadas e dão base para o assunto central. Imagine que você falará sobre as funcionalidades de um celular de ponta, sendo esse o assunto central da sua apresentação.


Na narração, você poderá iniciar sua explanação fazendo uma breve retrospectiva da evolução do celular, desde o modelo mais simples até chegar ao celular de ponta. Essa série histórica facilitará o entendimento do assunto principal pelas pessoas. Contudo, não é o assunto central, mas apenas serve para subsidiar sua compreensão.


A outra parte da preparação é a divisão. Como se pode deduzir pelo próprio nome, a divisão é a segmentação do assunto central em partes. Por exemplo, se você for falar sobre o assunto que eu citei anteriormente: “O amor é o maior bem da humanidade”. Você poderá dividir esse assunto em três partes: primeira, "a importância do amor na família"; segunda, "a importância do amor no trabalho" e a terceira, "a importância do amor na sociedade".


Novamente cabe destacar, a divisão do assunto em partes facilitará o entendimento do assunto pelos ouvintes, que poderão acompanhar passo a passo a sua apresentação.


Uma pergunta que poderá surgir: qual o número mais adequado de partes do assunto central?


A resposta é dividi-lo em três a quatro partes, uma vez que nesse número a audiência tem mais facilidade para acompanhar e memorizar as partes do assunto. Experimente dividir em maior número e você perceberá que poderá confundir a plateia e até mesmo instigar o desinteresse pela sua abordagem.


Em resumo, a preparação é a parte da apresentação na qual você vai facilitar o entendimento do assunto central pela plateia. De que forma? Resumindo-o em uma ou duas frases, narrando fatos ou circunstâncias que servem de base para o assunto central e dividindo este em três ou quatro partes. Fazendo assim, com certeza seus ouvintes compreenderão e acompanharão melhor a sua apresentação.


Grande abraço e fique sempre com Deus!

Comments


bottom of page