top of page

COMO APRENDER UMA HABILIDADE RAPIDAMENTE?


No artigo de hoje, você irá aprender como tornar uma habilidade automática em tempo recorde. Para isso, não há mágica! Você observará o que precisa fazer para a habilidade ficar internalizada e nos momentos em que você precisar dela, haja uma fluência automática, sem precisar se concentrar para executá-la.


Também minha intenção é chamar sua atenção para que você mesmo se descubra em qual nível sua oratória se encontra e, decidir, se precisa ou não continuar desenvolvendo sua comunicação em público.


Minha opinião é que o processo de aprimoramento da comunicação, inclusive em público, é permanente, apenas se inicia e não tem fim. Antes de falar como você poderá fazer isso, ou seja, adquirir a habilidade, é necessário que você conheça como se adquire uma habilidade.


A Programação Neurolinguística, mais conhecida como PNL, ensina que a aprendizagem se dá em quatro níveis. Vou falar sobre cada um deles, segundo a visão de um dos maiores autores da PNL, Joseph O’Connor (2012). Para facilitar sua compreensão, vou comparar cada fase com o exemplo da habilidade de dirigir um carro, visto que grande parte das pessoas sabe como dirigir um veículo.


PRIMEIRO NÍVEL DE APRENDIZAGEM: INCOMPETÊNCIA INCONSCIENTE – Nesse nível, você não sabe nada, ou seja, não tem a habilidade e não tem consciência que não a possui. No caso do veículo, você, além de não ter consciência de que não sabe dirigir automóvel, você não tem a consciência de que precisa da habilidade para dirigi-lo. Por exemplo, quando você era criança certamente não sabia dirigir carro e nem passava pela sua cabeça que não possuía tal habilidade.


SEGUNDO NÍVEL de APRENDIZAGEM: INCOMPETÊNCIA CONSCIENTE – Nesse nível, você também não possui a habilidade, mas há algo diferente. Você tem conhecimento de que não a possui. No exemplo do carro, tendo a consciência de que não possui a habilidade, você decidiu obter habilitação para conduzi-lo. Aqui é o começo da aprendizagem, em que você começa a dar os seus primeiros passos na caminhada. O espaço para aprendizagem é bem maior, porque você tem muito que aprender sobre o ato de dirigir um automóvel.


TERCEIRO NÍVEL DE APRENDIZAGEM: COMPETÊNCIA CONSCIENTE – Nesse nível, você já possui a habilidade, mas por não ter uma prática habitual, ela ainda não é consistente. Chegando a esse nível, você ainda precisa se concentrar, precisa pensar para executar a habilidade. Mas é uma etapa satisfatória do processo de aprendizagem chegar até aqui. O desafio é o esforço que você fará para alcançar mais ganhos perceptíveis, porque você já possui a habilidade.


No caso do exemplo do carro, para cada etapa do ato de dirigir, você terá que se concentrar em cada uma das fases que compõem o ato, como, por exemplo, colocar o cinto de segurança, ligar o motor do carro, conferir os retrovisores e dar o comando para saída do automóvel.


Segundo O’Connor, para chegar até essa etapa, você deve ter pelo menos mil horas de prática. Portanto, para chegar até esse nível, demandará mais tempo e dedicação da sua parte.


QUARTO NÍVEL DE APRENDIZAGEM: COMPETÊNCIA INCONSCIENTE - Nesse nível, sua habilidade é habitual e foi internalizada graças à repetição rotineira do ato de dirigir automóvel. Você não precisa mais pensar para cumprir cada uma das etapas necessárias ao referido ato. Ao contrário, sua mente estará livre para fazer outra coisa até, como, por exemplo, cantar enquanto dirige. No trânsito podemos ver algumas pessoas dirigindo e até usando celular! Segundo O’Connor, para chegar até esse nível você tem que ter cerca de cinco mil horas de prática.


Agora a pergunta que faço a você: em qual desses níveis você se encontra?


Como você percebeu, a prática e a repetição de uma habilidade facilitam bastante a sua internalização, ou seja, facilitam com que ela seja reproduzida automaticamente. Esse é o grande segredo para aprender uma habilidade rapidamente: a repetição!


Além dessa forma tradicional de aprender, a PNL nos ensina a modelagem, uma maneira acelerada de adquirir habilidades! Mas isso é um assunto para outro artigo!


Assim, se você deseja ser um excelente orador, deve se convidar a praticar o que aprendeu em cursos, livros, vídeos e outros meios.


Como você já deve ter observado, falar em público é uma habilidade que envolve muitas outras habilidades, tais como saber manter contato visual com a plateia, posicionar-se com uma boa postura, saber gesticular bem diante do público, organizar as ideias, entre outras.


Avalie-se sinceramente como você se encontra em cada uma das habilidades que compõem o ato de falar em público. Após, escolha a habilidade que você precisa dar mais atenção, praticando-a bastante, mas procurando sempre manter um bom desempenho nas demais.


Além disso, você deve sempre aproveitar as oportunidades para falar em público e, mesmo não havendo, procure criá-las. Deve deixar de lado as distrações que impedem você de se dedicar à prática da habilidade escolhida (as redes sociais e a televisão), que distanciem do seu objetivo que é o aprimoramento da sua comunicação.


Outra dica importante: nunca desanime. Como disse Plutarco, historiador grego: “A perseverança tudo vence e pode mais que a força”. Às vezes, no início as coisas parecem difíceis. Contudo, a prática e a repetição constantes é que farão a habilidade se tornar automática e fazer a diferença nos momentos em que você precisar.


Como bem disse Aristóteles, o conhecido filósofo grego: “Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito”. Assim, para aprender mais rápido, pratique cada vez mais! Sempre com bastante disciplina e você chegará à excelência em tempo recorde!


Grande abraço e fique sempre com Deus!

Comments


bottom of page