top of page

COMO VOCÊ REAGE DIANTE DE CRÍTICAS?


Como é sua reação quando você recebe críticas? Você reage com raiva, defendendo-se, negando, transferindo a culpa? Você ataca ou acaba fugindo? Você costuma ouvir com atenção e tirar proveito delas ou tenta rebatê-las?


Antes de falar sobre algumas considerações de como poderá ser sua resposta, quero destacar alguns pontos a respeito do hábito de criticar as pessoas, uma vez que ambas as situações estão interligadas.


A primeira lei da autorresponsabilidade, ensinada por Paulo Vieira em seu livro "O Poder da Ação", diz o seguinte: “Se for criticar as pessoas, cale-se”. O ensinamento nos alerta que a crítica na realidade não traz um sentimento agradável à pessoa criticada, mesmo que seja, entre aspas, a famosa “critica construtiva”.


Praticamente, a maior parte das pessoas não se agrada em ser criticada, porque a crítica está relacionada a algum aspecto negativo da pessoa ou ao seu desempenho. Em todo o caso, a pessoa vai associar o que for dito, na maior parte das vezes, diretamente ao aspecto pessoal.


Por essa razão, a lição que se aprende por meio da primeira lei da autorresponsabilidade é que você deverá ficar calado diante da tentação de criticar alguém. Ao invés disso, você pode dar a sua opinião, procurando focar o acerto, o lado positivo, colocando seu ouvinte em um estado emocional positivo e não o contrário.


Além disso, também é importante ponderar nas seguintes questões. Quando está no papel de crítico, você faz críticas com cuidado ou reage sem pensar no que falará? Você critica porque se acha melhor que a outra pessoa? Depois que você critica, as pessoas se sentem melhor ou pior?


Agora o outro lado da moeda. Como você poderá reagir diante das críticas?


Primeiramente, mesmo que você tenha abandonado o hábito de criticar as pessoas, muitas vezes a crítica tem fundamento e você deverá estar aberto a recebê-la. Há uma frase bem apropriada que contextualiza essa situação. Norman Vincent Peale, pastor e escritor americano, disse: “Nós preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica”. Assim, sempre é bom estar aberto a receber críticas, pois isso tem sua importância e é de grande valia.


Lembre-se que estamos falando de comunicação e para você se tornar um excelente comunicador ou qualquer profissional de ponta, não pense que estará livre de ser criticado. Aliás, pode ser que até aumente o número de críticas, porque ao estar sob a luz dos holofotes, seu sucesso despertará em algumas pessoas sentimentos de disputa, concorrência, ciúme e até mesmo inveja.


Outro aspecto relevante é não se deixar abalar pelas críticas, dando-lhes importância indevida. Algumas pessoas poderão revidar e querer mudar a opinião das outras. Contudo, se você trilhar esse caminho poderá se afastar do seu propósito de vida e acabará fazendo o que seus críticos desejam que você faça.


Dessa forma, esteja aberto às críticas, porque podem ter fundamento, mas nunca deixe de continuar focando em seus objetivos de vida para realmente ter sucesso. Caso contrário, a opinião das pessoas passa a ser mais relevante do que o seu propósito de vida e isso não poderá ocorrer.


Se você valorizar demais o que foi dito e tentar revidar, acabará se desviando do seu caminho e passará a trilhar o caminho dessas pessoas e isso, certamente, não é uma excelente opção. Há uma frase que gosto bastante e que diz: “A tolerância é a mãe da paz”. Então, fuja das discussões! Seja tolerante em relação às críticas, comentários negativos e até mesmo às mentiras a seu respeito, e os críticos não derrubarão você. Pense bem: o que é mais importante, o seu propósito de vida ou o que as pessoas acham e falam de você?


Por fim, diante das críticas, sejam quais forem as circunstâncias, mantenha sempre o controle emocional, embora seja muitas vezes um grande desafio. Não se esqueça de lembrar do grande ensinamento do livro de Provérbios na Bíblia (capítulo 16, versículo 32): "Melhor o que tarda em irar-se do que o poderoso, e o que controla o seu ânimo do que aquele que toma uma cidade". Pense sempre nisso!


Grande abraço e fique sempre com Deus!

Kommentare


bottom of page