top of page

SEJA NATURAL, SEJA VOCÊ MESMO!


Ser natural em uma apresentação em público é um desafio para você? Veja algumas dicas neste artigo de como usar essa arma poderosa na comunicação.


Quando ministro meus cursos de oratória sempre digo aos participantes que eles devem ser verdadeiros atores e atrizes quando falarem em público! Mas atores e atrizes de si mesmos! Como assim? Você deve achar estranha essa afirmação, porque dá ideia de representar outra pessoa.


Na realidade, não é ser outra pessoa, mas ser você mesmo quando fala de maneira natural. Certas pessoas mudam completamente de comportamento quando falam em público. No dia a dia são pessoas alegres, sorridentes, simpáticas. Mas quando falam em público, comportam-se como se fossem fechadas e muito sérias. Você conhece alguém assim?


Um dos grandes segredos para falar em público é justamente ser o mais natural possível. Por esse motivo, se você é introvertido, continue introvertido. Se você é extrovertido, continue sendo extrovertido. Não importa! O que importa é estar bem preparado para a apresentação e sempre buscando manter a naturalidade. Neste artigo, vou abordar algumas considerações sobre como ser você mesmo nas apresentações em público.


A PRIMEIRA DICA: SEJA NATURAL, COMO ESTIVESSE FALANDO PARA SEUS AMIGOS – Embora seja um desafio nas apresentações em público, porque grande parte das pessoas fica nervosa, procure ser e agir da mesma forma como você age quando está com seus familiares, amigos e colegas de trabalho. Procure se comunicar com o público com a mesma espontaneidade que teria se estivesse conversando com seus familiares ou amigos na sua sala de estar, ou com os colegas no local de trabalho.


Claro que você evitará falar gírias e palavrões, pois esse tipo de linguagem é inapropriado e nem todas as pessoas se sentem bem diante de pessoas que a utilizam apenas para demonstrar que estão bem à vontade no ambiente. Na realidade, elas até ficarão à vontade, mas alguns ouvintes não!


SEGUNDA DICA: SEJA NATURAL E EVITE FALAR "DIFÍCIL". Outro ponto interessante é que muitas pessoas julgam que falar em público é falar “difícil” e nessa esteira de pensamento permeiam suas apresentações com palavras que dificultam a compreensão da maior parte dos ouvintes.


Na verdade, não é nada disso. O recomendável é que você use uma linguagem simples, de fácil compreensão pelos seus ouvintes. Lembre-se de que só existe efetiva comunicação quando o seu interlocutor compreende a sua mensagem. Além disso, a busca por palavras ou expressões mais rebuscadas no momento da apresentação poderá comprometer a fluência das suas ideias, fator preponderante para quem fala em público.


É lógico que, se você estiver falando para pessoas com nível intelectual elevado poderá até usar um vocabulário mais rebuscado ou técnico, contanto que seja compreendido. Mas, como esse tipo de público é muito raro, a regra geral é falar de uma maneira simples e compreensível por todos. Sobre falar "difícil", assista o vídeo "Falando bem e ninguém entendendo nada" no meu canal no YouTube.


A TERCEIRA DICA É: SEJA NATURAL, MAS BUSQUE APRIMORAMENTO – O fato de você ser natural não impede que você busque aprimoramento da sua forma de comunicação por meio de cursos, leitura de livros, vídeos e outros meios que contribuam para o seu crescimento.


Como consequência, procure aprender e colocar em prática técnicas de oratória para melhor se expressar diante do público. No meu “blog” há um artigo e um vídeo no qual falo que o segredo da internalização de uma habilidade é a sua repetição (clique aqui e saiba mais).


À medida que você repetir várias vezes determinada técnica ficará bem nela. Quanto mais repetir, mais habilidade obterá. Um exemplo. Olhar para a plateia é um requisito essencial para se comunicar bem com o público. Imagine que você tenha o hábito de olhar muito para o chão enquanto fala para a plateia. Se treinar por diversas vezes, mesmo que não haja a presença de pessoas, agindo como se estivesse olhando para elas, você adquirirá essa habilidade em pouco tempo. Assim, quando precisar falar em público, naturalmente olhará para as pessoas, deixando de lado o antigo hábito de olhar para o chão.


Portanto, a repetição da técnica é que a tornará natural. Torná-la natural dependerá da sua dedicação em repeti-la. Quanto mais repetição, mais você se aproximará da excelência!


QUARTA DICA: SEJA NATURAL, MAS NÃO CONTINUE COMETENDO ERROS – É importante dizer que os erros fazem parte do processo de aprendizagem. O que não se pode é ficar insistindo no erro.

Nesse sentido, procure consertar o que precisa ser corrigido e aprimore o seu conhecimento cada vez mais. Aliás, sempre haverá algo a ser aprendido. Há uma frase atribuída a John Kennedy que traz um profundo ensinamento para nós nesse contexto: "Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mas evidente fica nossa ignorância".


Dessa forma, esqueça de vez os maus hábitos que interferem negativamente em sua comunicação, principalmente em público. Se continuar insistindo isso implicará em dano à sua imagem. O primeiro passo é tomar consciência e em seguida agir. Por exemplo, se você tem por hábito pronunciar inadequadamente algumas palavras, procure falar corretamente. Se você tem vícios da fala como o “né”, deixe-os de lado imediatamente.


Após buscar conhecimento, intensifique a prática, uma vez que ela ensinará os melhores caminhos para você internalizar o conhecimento e a forma mais adequada de repassá-lo a outras pessoas.


Assim, não se canse de estudar, fazer cursos de desenvolvimento pessoal e profissional, mas que venham contribuir para que você seja sempre você mesmo, seja qual for a circunstância!


Grande abraço e fique sempre com Deus!

Comentarios


bottom of page